Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um quarto para duas

Um blog, duas raparigas, um amor.

Um quarto para duas

Um blog, duas raparigas, um amor.

18
Jul16

Coisas minhas, constatações, dúvidas e tal

ana

Se há gente que me irrita são os "velhos do Restelo", sempre desconfiados. 

"Antigamente é que era bom";

"Antes, as pessoas não eram assim";

"Os computadores é que fizeram esta onda de violência". 

Oh, antigamente era tudo uma maravilha. Nao havia net, nem nada desses luxos. As pessoas não perdiam tempo com tecnologia, televisão, computadores, só tempo de qualidade passado com as pessoas que amavam.

Também era muito bom quando cada qual tinha a sua carroça e burro, essa patetice que inventaram dos carros, que nojo, que estupidez fazer uma viagem em duas horas, quando antes se demoravam cinco. 

E as crianças que brincavam na rua e não viam televisão. 

E os telemóveis, esse bicho papão do século xxi. Estar sempre contactável, aqui ou na China, onde é que já se viu, que coisa má. 

Os serões à luz das velas, a jogar à sueca. Ir para a cama cedo e procriar muito. 

E quando se morria de peste, não haviam medicamentos e os médicos eram só para alguns? Era tão bom. Isto agora de diagnosticar cancros em fases iniciais, de levar vacinas e prevenir doenças, só modernices inúteis. 

Não há dúvida, antigamente é que era! 

Oh Filipa, mas não achas que antes as relações pessoais eram mais verdadeiras, mais palpáveis, que a sociedade era melhor, mais unida? 

Hum, não, não acho. 

Acho que o mundo evoluiu e ainda bem. Acho que só quem é muito parvo é que anula o contacto directo com pessoas e o substitui completamente por relações "virtuais". Acho que quem quer pode usufruir de forma equilibrada de tudo aquilo que a tecnologia nos dá. Acho fascinante poder fazer compras na net, mas se me apetecer passar uma tarde inteira a ver lojas. Assim como acho maravilhoso que as crianças, para além de poderem brincar na rua (não me digam que isso já não existe, porque é mentira), tenham acesso a ocupações lúdicas, e menos lúdicas, através de um tablet ou do ecrã de uma TV. 

Como tudo na vida, é preciso equibrio. O mundo em que vivemos hoje é dez vezes melhor do mundo em que os nossos avós viveram. 

Antes também haviam guerras, também se matava só porque sim, por um pedaço de terreno ou porque se estava bêbado. Também se maldizia e criticava a vida dos outros, só não era no facebook. As crianças eram egoístas, não partilhavam a única côdea de pão que tinham e faziam bulling, que não se chamava isso, a outras crianças. 

Não sejamos hipócritas.

Não foi o avanço tecnológico, civilizacional, social e afins que nos tornou pessoas horríveis, focadas cada qual no seu umbigo, alheadas dos outros e do bem que se pode fazer ao próximo. Sempre o fomos e continuaremos a ser. É triste, mas é verdade.

 

16
Jul16

Uk life

ana

Trabalhei de manhã. Fez calor de verdade, finalmente. Saímos depois de almoço, fomos dar uma volta, sentar o cu numa esplanada e descansar. Estamos cá há um mês e foi a primeira vez que tivemos tempo e disposição para isso. E dinheiro, foi a primeira vez que tivemos dinheiro para uma futilidade, ir beber café.  

O dia continua quente. Anoitece devagar. Vamos comer na rua, aproveitar que o tempo deixa. 

Aos poucos vamos construindo rotinas, organizando o nosso escasso tempo. 

Hoje foi um dia bom. O primeiro, para ser sincera.

 

11
Jul16

Eu também vi o jogo

ana

Vou confessar. Ontem também vi o jogo da seleção e gritei golo quando marcaram. Fiquei genuinamente feliz por termos vencido o europeu , mas principalmente por o termos feito contra França. 

Quem por aqui anda há mais tempo sabe da minha saga com a colega de casa francesa, com quem vivi em Barcelona. Eu sei, uma pessoa, ou duas, não fazem um país , mas fiquei com uma porra de um ódio de estimação aos franceses. A miúda olhava-nos com uma arrogância que me dava nervos. Insinuava, constantemente, que vivíamos à custa deles, que a nossa vida era só praia e farra, que não gostávamos de trabalhar. Para ela éramos uns montes de merda, o lixo da europa.

É verdade que temos muitos defeitos, mas isto é como tudo na vida, sermos nós a falar mal dos nossos ,está bem, vir uma badameca qualquer mandar palpites e criticar, já é outra conversa. 

Ainda por cima era porca. Um gel de banho dei-lhe para seis meses e ainda sobrou. 

Fechando este parêntesis, como dizia, vi o jogo e gostei, revoltei-me com a patada no joelho do Ronaldo e ri-me com as piadas que foram saindo ao longo da noite, foi tudo muito engraçado, mas já chega. Já estou cansada do meu face ser só sobre futebol. 

Quero ter os meus vídeos de maquilhagem de volta, as comidas do Tasty e as notícias sobre políticos corruptos. Cada qual com as suas futilidades. 

 

 

 

07
Jul16

Uk life

ana

Juro, quando tiver tempo, venho aqui contar o que ando a fazer. 

Faço coisas que nunca na puta da minha vida imaginei fazer. Faz-se muita coisa por dinheiro, minha gente. E não, não é para enriquecer, é mesmo só para sobreviver.

Enfim. Nem é bom pensar muito nisto. 

01
Jul16

Uk life

ana

Sinto-me muito feliz por ter trazido muita roupa de inverno. O meu kispo (posso dizer kispo, ou é muito anos 90?) tem sido o meu melhor amigo. Em Julho. Nem quero pensar no Inverno.